Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Tesouro projeta insuficiência de R$ 93 bi para cumprir regra de ouro

Tesouro projeta insuficiência de R$ 93 bi para cumprir regra de ouro

Tesouro projeta insuficiência de R$ 93 bi para cumprir regra de ouro

Em 2018, governo teve folga de R$ 35,8 bi

Tesouro projeta insuficiência de R$ 93 bi para cumprir regra de ouro – Mesmo autorizado a pedir ao Congresso Nacional um crédito bilionário para bancar o pagamento de aposentadorias e benefícios sociais, o governo terá de buscar R$ 93,9 bilhões em recursos para cobrir o rombo da regra de ouro. A estimativa foi divulgada hoje (29) pelo Tesouro Nacional.

Em 2018, depois de sucessivos remanejamentos de recursos para a conta única do Tesouro, o governo conseguiu cumprir a regra de ouro com folga de R$ 35,8 bilhões. Para este ano, o rombo estaria em R$ 352,1 bilhões: dos quais R$ 258,2 bilhões serão cobertos pela autorização do Congresso e os R$ 93,9 bilhões restantes precisarão ser compensados por meio de outras medidas.

De acordo com o órgão, o governo tem cinco instrumentos para cobrir o rombo da regra de ouro. O primeiro é a utilização de parte do lucro recorde de R$ 165,9 bilhões do Banco Central no primeiro semestre de 2019. O segundo são as concessões do setor de petróleo e gás autorizadas para ocorrerem este ano, mas que não entraram no Orçamento de 2019. Além da 6ª rodada de leilão do pré-sal, prevista para novembro, e da 16ª rodada do leilão das áreas fora do pré-sal, prevista para outubro, os recursos da cessão onerosa dos barris da Petrobras para a União poderão ajudar o governo.

A terceira medida é o cancelamento de restos a pagar (verbas autorizadas de anos anteriores que ficam para os exercícios seguintes). Segundo um decreto editado no fim do ano passado, o governo poderá cancelar, a partir de dezembro, todos os restos a pagar com mais de dois anos de existência ainda não processados, sem passarem pela fase de liquidação dos gastos.

Leia também:

CMN remaneja limite para que Estados e municípios contratem empréstimos

quarta medida é a aceleração do cronograma de devolução de títulos públicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o Tesouro Nacional. Dos cerca de R$ 500 bilhões que o Tesouro Nacional emprestou ao banco, a instituição devolveu até agora R$ 390 bilhões, dos quais R$ 130 bilhões apenas no ano passado. Por fim, o governo pode conseguir desvincular recursos e transferir o dinheiro parado em fundos que beneficiam setores da economia para a conta única do Tesouro.

Endividamento

Instituída pelo Artigo 167 da Constituição de 1988, a regra de ouro determina que o governo não pode endividar-se para financiar gastos correntes (como a manutenção da máquina pública), apenas para despesas de capital (como investimento e amortização da dívida pública) ou para refinanciar a dívida pública. Nos últimos anos, os sucessivos déficits fiscais têm posto em risco o cumprimento da norma, o que tem levado o Tesouro a buscar fontes de recursos para ter dinheiro em caixa e reduzir a necessidade de emissão de títulos públicos.

A desvinculação e o remanejamento de recursos para a conta única do Tesouro diminuem o rombo da regra de ouro porque reduzem a necessidade de o governo lançar títulos públicos no mercado para cobrir despesas correntes. Em 2018, a equipe econômica remanejou R$ 199,1 bilhões para conseguir cumprir a regra de ouro com folga. Tesouro projeta insuficiência de R$ 93 bi para cumprir regra de ouro

Além da transferência de R$ 130 bilhões do BNDES, o Tesouro engordou o caixa em R$ 27,5 bilhões com a extinção do Fundo Soberano do Brasil e conseguiu remanejar R$ 28,5 bilhões de fundos que beneficiavam os setores de telecomunicações, projetos de desenvolvimento e eram usados para converter papéis de dívidas agrícolas. O governo também realocou R$ 13,1 bilhões de receitas de concessões e permissões.

Fonte

dezembro 2019

12dez(dez 12)08:0013(dez 13)17:00Novo Projeto Básico do Siconv compacto na prática Dezembro de 2019Teoria e prática do novíssimo projeto básico do Sistema de Gestão de Convênios do Governo Federal – Siconv.

16dez(dez 16)08:0020(dez 20)17:00Curso Plataforma +Brasil Completo Dezembro de 2019Saiba tudo sobre o funcionamento da Plataforma +Brasil e sua correta utilização. Curso com todas as atualizações do módulo de transferências Voluntárias - Siconv

janeiro 2020

27jan(jan 27)08:0031(jan 31)17:00Curso Plataforma +Brasil Completo Janeiro de 2020Saiba tudo sobre o funcionamento da Plataforma +Brasil e sua correta utilização. Curso com todas as atualizações do módulo de transferências Voluntárias - Siconv

fevereiro 2020

03fev(fev 3)08:0004(fev 4)17:00A nova legislação de convênios e contratos de repasse Fevereiro de 2020Curso Completo com foco no Decreto nº 8.943, de 27.12.2016, e na Portaria Interministerial nº 424, de 30.12.2016: celebração, execução, fiscalização, prestação de contas e tomada de contas especial – TCE.

05fev(fev 5)08:0007(fev 7)17:00Curso de Emendas Parlamentares Fevereiro de 2020ENTENDA O PROCESSO DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS ATRAVÉS DE EMENDAS PARLAMENTARES

10fev(fev 10)08:0014(fev 14)17:00Curso completo de Pregão e SRP Fevereiro de 2020Conheça e aplique a legislação vigente e jurisprudências do Tribunal de Contas da União sobre a modalidade Pregão, na forma Eletrônica considerando o Novo Decreto do Pregão Eletrônico - Decreto 10.024/2019

17fev(fev 17)08:0021(fev 21)17:00Curso Plataforma +Brasil Completo Fevereiro de 2020Saiba tudo sobre o funcionamento da Plataforma +Brasil e sua correta utilização. Curso com todas as atualizações do módulo de transferências Voluntárias - Siconv

27fev(fev 27)08:0028(fev 28)17:00Módulo Fundo a Fundo da Plataforma +Brasil Fevereiro de 2020Tudo que os participantes precisam saber sobre os módulos de Cadastro e Transferências Fundo a Fundo da União.

Conheça a relação de cursos presenciais da I9 Treinamentos para o ano de 2019. Novos cursos e professores renomados. Clique na imagem abaixo e fique sabendo muito mais…

Conheça cursos presenciais I9 Treinamentos 2019

Rolar para cima
X

Notice: Undefined variable: powerful_html in /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-content/plugins/wp-fastest-cache/inc/cache.php on line 766

Fatal error: Uncaught Error: Call to a member function lazy_load() on null in /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-content/plugins/wp-fastest-cache/inc/cache.php:766 Stack trace: #0 [internal function]: WpFastestCacheCreateCache->callback('<!DOCTYPE html>...', 9) #1 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/functions.php(4469): ob_end_flush() #2 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(288): wp_ob_end_flush_all('') #3 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(312): WP_Hook->apply_filters(NULL, Array) #4 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/plugin.php(478): WP_Hook->do_action(Array) #5 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/load.php(947): do_action('shutdown') #6 [internal function]: shutdown_action_hook() #7 {main} thrown in /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-content/plugins/wp-fastest-cache/inc/cache.php on line 766