Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
TCU apresenta resultado de fiscalização em 77 obras públicas

TCU apresenta resultado de fiscalização em 77 obras públicas

TCU apresenta resultado de fiscalização em 77 obras públicas

A consolidação do plano anual de fiscalização de obras públicas é uma exigência da Lei de Diretrizes Orçamentárias. O relatório técnico do TCU é encaminhado ao Congresso Nacional e subsidia a tomada de decisão dos parlamentares

TCU apresenta resultado de fiscalização em 77 obras públicas – O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou, nesta quarta-feira (23/10), o relatório anual com os resultados das principais auditorias em obras públicas de todo o País. Sob a relatoria do ministro Walton Alencar Rodrigues, o Fiscobras 2019 consolidou 77 fiscalizações de empreendimentos de infraestrutura no Brasil, localizados em 17 estados e no Distrito Federal. Dessas 77 obras, 59 tinham indícios de irregularidades graves e seis foram classificadas com recomendação de paralisação (IGP) ou retenção parcial de valores (IGR). A atuação do Tribunal representou uma economia estimada de R$ 350 milhões aos cofres públicos.

As auditorias foram realizadas entre setembro de 2018 e agosto de 2019. O objetivo do trabalho é identificar os contratos, convênios, etapas, parcelas ou subtrechos nos quais há indícios de contratação ou execução irregular e risco potencial de causar danos à sociedade. A relação atualizada dessas obras é enviada para a Comissão Mista do Congresso Nacional, como exige a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Com o auxílio dos relatórios técnicos produzidos pelo TCU, o Parlamento decide pelo bloqueio ou liberação dos recursos necessários para a execução dos empreendimentos.

O ministro Walton Alencar Rodrigues destacou, em seu voto, que as ações de fiscalização do Tribunal, no âmbito do Fiscobras 2019, resultaram em benefício potencial de cerca de R$ 350 milhões. Esse valor é uma estimativa da economia gerada pelo Tribunal aos cofres públicos. Segundo o ministro, “além dos benefícios financeiros, os trabalhos realizados contribuíram para a melhoria de procedimentos adotados na gestão dos recursos públicos”.

Foram destacados 249 achados considerados relevantes pelos auditores do TCU. Desses, 35% referem-se a problemas em contratos fiscalizados e 25% a irregularidades relacionadas à gestão, atrasos ou paralisação de obra por omissão do gestor. Em relação ao Volume de Recursos Fiscalizados (VRF), o Fiscobras 2019 alcançou o montante de aproximadamente R$ 31,5 bilhões, sendo superior ao VRF do Fiscobras do ano anterior, que totalizou R$ 29,4 bilhões.

O Tribunal prioriza a realização das ações de controle na fase de contratação ou na fase inicial de execução. No Fiscobras 2019, dentre as obras fiscalizadas, 50 tinham menos de 50% de execução física. Essa atuação preventiva permite que eventuais danos que ainda não se concretizaram possam ser mitigados pelos gestores, o que confere mais efetividade aos trabalhos realizados.

Nesta edição, além dos empreendimentos selecionados com base nos critérios estabelecidos pela LDO, também foram relatados trabalhos relativos a outras obras de grande relevância socioeconômica ou que tenham recebido montantes significativos de recursos. Destacam-se, por exemplo, as auditorias que avaliaram os leilões de petróleo e gás natural, a retomada das obras de Angra 3 e a navegação de cabotagem nacional.

Clique aqui para ter acesso à publicação do Fiscobras 2019 na íntegra.

Recomendação de paralisação

O Tribunal recomendou a paralisação de cinco obras que foram enquadradas no art. 118, §1º, incisos IV da Lei 13.707/2018, da LDO/2019, como IGP (Indícios de irregularidade grave com recomendação de paralisação). Essas irregularidades dizem respeito a atos e fatos materialmente relevantes em relação ao valor total contratado e podem ocasionar prejuízos aos cofres públicos ou à sociedade, podendo levar à nulidade de procedimento licitatório ou de contrato ou, ainda, configurar graves desvios quanto aos princípios constitucionais.

Confira as cinco obras com recomendação de paralisação na tabela abaixo:

info.JPG

Já as obras de construção da BR-235/BA foram classificadas como IGR (Irregularidade grave com recomendação de retenção parcial de valores). Isso significa que foram detectados problemas graves que podem ocasionar prejuízos para a Administração Pública e para a sociedade. No entanto, a continuidade da obra é permitida com a autorização do contratado para retenção de valores a serem pagos ou a apresentação de garantias suficientes para prevenir o possível dano ao erário.

Leia também:

Infraestrutura negocia 4 bilhões extra para obras públicas com desvinculação de receitas

As obras de ampliação de capacidade da BR-290/RS foram classificadas como pIGP, ou seja, o empreendimento recebeu a classificação de IGP da unidade técnica do TCU, mas o Tribunal ainda precisa confirmar essa classificação, após manifestação dos órgãos e entidades aos quais foram atribuídas as supostas irregularidades.

Contexto

A consolidação anual do plano de fiscalização de obras públicas é uma exigência da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que determina que o TCU informe à Comissão Mista de Orçamento, em até 55 dias após o encaminhamento do Projeto de Lei Orçamentária, a relação atualizada das obras com indícios de irregularidades graves.

Após a aprovação da Lei Orçamentária Anual pelo Parlamento, contemplando a lista de obras que devem ter bloqueio orçamentário, tais empreendimentos passam, ainda, pela análise do Presidente da República, que pode sancionar ou vetar partes do quadro de bloqueio, permitindo a continuidade das obras que o TCU recomendou paralisar e o Congresso aprovou bloquear.

Os gestores públicos são comunicados sobre as constatações feitas pelo Tribunal no decorrer das fiscalizações e têm a oportunidade de apresentar justificativas ou de comprovar a adoção de medidas saneadoras.

Painel-fiscobras 2019_web-01.jpg

Serviço

Leia a íntegra da decisão:  ACÓRDÃO Nº 2554/2019 – Plenário

Processo: TC 029.671/2018-3

Sessão: 23/10/2019

Fonte

Conheça o calendário de cursos da I9 Treinamentos para o ano de 2019. Novos cursos e professores renomados. Clique na imagem abaixo e fique sabendo muito mais…

novembro 2019

18nov(nov 18)08:0022(nov 22)17:00Curso Plataforma +Brasil Completo Novembro de 2019Saiba tudo sobre o funcionamento da Plataforma +Brasil e sua correta utilização. Curso com todas as atualizações do módulo de transferências Voluntárias - Siconv

25nov(nov 25)08:0026(nov 26)17:00A nova legislação de convênios e contratos de repasse Novembro de 2019Curso Completo com foco na nova legislação de convênios e contratos de repasse

27nov(nov 27)08:3029(nov 29)16:30Formação de Gestores Públicos e Ordenadores de Despesas – Uma visão estratégicaSeja capaz de introduzir em sua Administração o Plano Estratégico por meio de Projetos

dezembro 2019

02dez(dez 2)08:3004(dez 4)16:30Esocial na Administração Pública incluindo os novos layouts dezembro de 2019Curso fundamental para capacitar os profissionais a fim de prestarem corretamente as informações ao eSocial.

05dez(dez 5)08:0006(dez 6)17:00Novo Projeto Básico do Siconv compacto na prática Dezembro de 2019Teoria e prática do novíssimo projeto básico do Sistema de Gestão de Convênios do Governo Federal – Siconv.

09dez(dez 9)08:3011(dez 11)18:00Curso Completo de Contabilidade Pública - Encerramento de exercícioEsteja apto a identificar conceitos e características da contabilidade aplicada ao setor público para o encerramento de exercício.

16dez(dez 16)08:0020(dez 20)17:00Curso Plataforma +Brasil Completo Dezembro de 2019Saiba tudo sobre o funcionamento da Plataforma +Brasil e sua correta utilização. Curso com todas as atualizações do módulo de transferências Voluntárias - Siconv

janeiro 2020

27jan(jan 27)08:0031(jan 31)17:00Curso Plataforma +Brasil Completo Janeiro de 2020Saiba tudo sobre o funcionamento da Plataforma +Brasil e sua correta utilização. Curso com todas as atualizações do módulo de transferências Voluntárias - Siconv

Calendário de Cursos da I9 Treinamentos para 2019

Cursos em Destaque

Rolar para cima
X

Notice: Undefined variable: powerful_html in /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-content/plugins/wp-fastest-cache/inc/cache.php on line 766

Fatal error: Uncaught Error: Call to a member function lazy_load() on null in /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-content/plugins/wp-fastest-cache/inc/cache.php:766 Stack trace: #0 [internal function]: WpFastestCacheCreateCache->callback('<!DOCTYPE html>...', 9) #1 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/functions.php(4469): ob_end_flush() #2 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(288): wp_ob_end_flush_all('') #3 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php(312): WP_Hook->apply_filters(NULL, Array) #4 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/plugin.php(478): WP_Hook->do_action(Array) #5 /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-includes/load.php(947): do_action('shutdown') #6 [internal function]: shutdown_action_hook() #7 {main} thrown in /home/u434026716/domains/i9treinamentos.com/public_html/wp-content/plugins/wp-fastest-cache/inc/cache.php on line 766