Mostrando 1–16 de 27 resultados

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC 5
Curso realizado
Out Of Stock

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC 5

R$1.000,00R$1.240,00

06 de Agosto de 2018 - Brasilia - 8 horas

[waiting name=”Cauc 3″]

O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) é disponibilizado e regulamentado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN-MF), na rede mundial de computadores (Internet) e espelha registros de informações que estiverem disponíveis nos cadastros de adimplência ou sistemas de informações financeiras, contábeis e fiscais geridos pelo Governo Federal, conforme disciplinado na Instrução Normativa STN nº 2, de 2 de fevereiro de 2012.

Entre os treze itens, dos 21 constantes da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, que devem ser cumpridos, a publicação do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) e Relatório de Gestão Fiscal (RGF) estão entre os motivos que excluem a maioria dos municípios do cadastro.

Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) a adequação a esses dois requisitos, que consiste em apresentar o comprovante da publicação dos relatórios ao ministério ou órgão federal com o qual foi firmado o convênio – reabilita milhares de prefeituras e formarem convênios com a União para contratação de obras e serviços.

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC 3
Curso realizado
Out Of Stock

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC 3

R$1.000,00R$1.240,00

18 de Abril de 2018 - Brasilia - 8 horas

[waiting name=”Novo Cauc”]

O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) é disponibilizado e regulamentado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN-MF), na rede mundial de computadores (Internet) e espelha registros de informações que estiverem disponíveis nos cadastros de adimplência ou sistemas de informações financeiras, contábeis e fiscais geridos pelo Governo Federal, conforme disciplinado na Instrução Normativa STN nº 2, de 2 de fevereiro de 2012.

Entre os treze itens, dos 21 constantes da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, que devem ser cumpridos, a publicação do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) e Relatório de Gestão Fiscal (RGF) estão entre os motivos que excluem a maioria dos municípios do cadastro.

Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) a adequação a esses dois requisitos, que consiste em apresentar o comprovante da publicação dos relatórios ao ministério ou órgão federal com o qual foi firmado o convênio – reabilita milhares de prefeituras e formarem convênios com a União para contratação de obras e serviços.

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC 2
Curso realizado
Out Of Stock

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC 2

R$1.000,00R$1.240,00

07 de Março de 2018 - Brasilia - 8 horas

[waiting name=”Novo Cauc”]

O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) é disponibilizado e regulamentado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN-MF), na rede mundial de computadores (Internet) e espelha registros de informações que estiverem disponíveis nos cadastros de adimplência ou sistemas de informações financeiras, contábeis e fiscais geridos pelo Governo Federal, conforme disciplinado na Instrução Normativa STN nº 2, de 2 de fevereiro de 2012.

Entre os treze itens, dos 21 constantes da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, que devem ser cumpridos, a publicação do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) e Relatório de Gestão Fiscal (RGF) estão entre os motivos que excluem a maioria dos municípios do cadastro.

Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) a adequação a esses dois requisitos, que consiste em apresentar o comprovante da publicação dos relatórios ao ministério ou órgão federal com o qual foi firmado o convênio – reabilita milhares de prefeituras e formarem convênios com a União para contratação de obras e serviços.

Emendas Parlamentares março de 2019

R$1.990,00R$2.390,00

14 a 15 de Março de 2019 - Brasília - 16 horas

Direcionado a proponentes, convenentes e concedentes: procedimentos para correta identificação, captação, formalização e execução de emendas. Inclui operacionalização de sistemas informatizados de identificação e acompanhamento do orçamento público, bem como novos procedimentos para a apresentação e execução das emendas parlamentares (Projeto de Lei nº 18/2016-CN, Resolução nº 01/2006-CN, Manual Técnico Orçamentário – MTO, vídeos e Portarias Interministeriais nº 38, de 9 de março de 2017 e nº 46, 17 de março de 2017).

Curso de Processo legislativo na captação de recursos com foco em Emendas Parlamentares
Curso realizado
Out Of Stock

Curso de Processo legislativo na captação de recursos com foco em Emendas Parlamentares 2

R$1.800,00R$2.200,00

01 a 02 de Março de 2018 - Brasilia - 16 horas

Direcionado a proponentes, convenentes e concedentes: procedimentos para correta identificação, captação, formalização e execução de emendas. Inclui operacionalização de sistemas informatizados de identificação e acompanhamento do orçamento público, bem como novos procedimentos para a apresentação e execução das emendas parlamentares (Projeto de Lei nº 18/2016-CN, Resolução nº 01/2006-CN, Manual Técnico Orçamentário – MTO, vídeos e Portarias Interministeriais nº 38, de 9 de março de 2017 e nº 46, 17 de março de 2017).

Curso da nova legislação de convênios e contratos de repasse
Curso realizado
Out Of Stock

Curso da nova legislação de convênios e contratos de repasse

R$1.200,00R$1.500,00

21 de agosto de 2017 - Brasilia - 8 horas

[waiting name=”Legislação de convênios”]

Propiciar aos participantes o correto entendimento teórico da nova legislação de convênios públicos. O curso aborda de forma sistematizada e atualizada o decreto nº 6.170/2017 (atualizado pelo decreto nº 8.943/2016, decreto nº 8.244/2014, decreto nº 8.180/2013, decreto nº 7.641/2011, decreto nº 7.594/2011, decreto nº 7.568/2011, decreto nº 6.619/2008, decreto nº 6.497/2008, decreto nº 6.428/2008 e decreto nº 6.329/2007), bem como as recentes Portarias Interministeriais nº 67/2017 nº 66/2017, nº 38/2017, nº 424/2016 e as recentes alterações introduzidas pela Portaria Interministerial nº 101, de 20 de Abril de 2017. Voltado também ao Portal de Convênios e ao Siconv. Incluindo a novíssima Portaria Interministerial nº 451, de 18 de dezembro de 2017.

Emendas Parlamentares junho de 2019

R$2.290,00R$2.490,00

03 a 04 de Junho de 2019 - Brasília - 16 horas

Direcionado a proponentes, convenentes e concedentes: procedimentos para correta identificação, captação, formalização e execução de emendas. Inclui operacionalização de sistemas informatizados de identificação e acompanhamento do orçamento público, bem como novos procedimentos para a apresentação e execução das emendas parlamentares (Projeto de Lei nº 18/2016-CN, Resolução nº 01/2006-CN, Manual Técnico Orçamentário – MTO, vídeos e Portarias Interministeriais nº 38, de 9 de março de 2017 e nº 46, 17 de março de 2017).

Curso realizado
Out Of Stock

Curso de Processo legislativo na captação de recursos com foco em Emendas Parlamentares

R$1.800,00R$2.200,00

13 a 14 de Junho de 2017 - Brasilia - 16 horas

Direcionado a proponentes, convenentes e concedentes: procedimentos para correta identificação, captação, formalização e execução de emendas. Inclui operacionalização de sistemas informatizados de identificação e acompanhamento do orçamento público, bem como novos procedimentos para a apresentação e execução das emendas parlamentares (Projeto de Lei nº 18/2016-CN, Resolução nº 01/2006-CN, Manual Técnico Orçamentário – MTO, vídeos e Portarias Interministeriais nº 38, de 9 de março de 2017 e nº 46, 17 de março de 2017).

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC
Curso realizado
Out Of Stock

Regularizando a inadimplência da administração pública no novo CAUC

R$1.000,00R$1.240,00

29 de Maio de 2017 - Brasilia - 8 horas

[waiting name=”Novo Cauc”]

O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) é disponibilizado e regulamentado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN-MF), na rede mundial de computadores (Internet) e espelha registros de informações que estiverem disponíveis nos cadastros de adimplência ou sistemas de informações financeiras, contábeis e fiscais geridos pelo Governo Federal, conforme disciplinado na Instrução Normativa STN nº 2, de 2 de fevereiro de 2012.

Entre os treze itens, dos 21 constantes da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, que devem ser cumpridos, a publicação do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) e Relatório de Gestão Fiscal (RGF) estão entre os motivos que excluem a maioria dos municípios do cadastro.

Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) a adequação a esses dois requisitos, que consiste em apresentar o comprovante da publicação dos relatórios ao ministério ou órgão federal com o qual foi firmado o convênio – reabilita milhares de prefeituras e formarem convênios com a União para contratação de obras e serviços.