Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Polícia Federal apura novo escândalo na fiscalização de alimentos

Polícia Federal apura novo escândalo na fiscalização de alimentos

Polícia Federal apura novo escândalo na fiscalização de alimentos

Dois meses após a operação Carne Fraca, mais servidores do Ministério da Agricultura são investigados por retardar ou anular multas contra frigoríficos e empresas de laticínios

Polícia Federal apura novo escândalo na fiscalização de alimentos – Dois meses após a operação Carne Fraca, a Polícia Federal realiza nesta sexta-feira uma nova ofensiva contra corrupção envolvendo servidores do Ministério da Agricultura e empresas fiscalizadas pelo órgão. A operação Lucas mobiliza 120 policiais federais, que cumprem 62 mandados judiciais (10 prisões temporárias, 16 mandados de condução coercitiva e 36 mandados de busca e apreensão).

Polícia Federal apura novo escândalo na fiscalização de alimentos – O trabalho se estende aos estados de Tocantins, Pará, São Paulo e Pernambuco. Serão bloqueadas contas bancárias e tornados indisponíveis bens móveis e imóveis no valor de R$ 2,2 milhões.

De acordo com nota da PF, o início da investigação surgiu com a denúncia de que frigoríficos e empresas de laticínios que são fiscalizadas pelo ministério teriam sido favorecidos em processo administrativo. Funcionários teriam retardado propositalmente a tramitação dos processos e anulado multas.

Polícia Federal apura novo escândalo na fiscalização de alimentos – Além disso, segundo a apuração, a chefe de fiscalização do ministério teria recebido propina como uma espécie de “mesada” para despesas familiares. O esquema teria movimentado R$ 3 milhões entre 2010 e 2016.

SAIBA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO CLICANDO AQUI.

 

Cursos em Destaque

Rolar para cima
X